A psicologia do namoro

Ninguém é perfeito e acerta o tempo todo. Portanto, seja paciente e saiba lidar com os erros — tanto com os seus como os cometidos por seu parceiro. Em vez de olhar apenas para as falhas e para os momentos difíceis, reconheça o esforço do seu parceiro e lembre-se das coisas que você sempre admirou nele.

Namoro e dificuldades - Consultório de Psicologia

No começo dos relacionamentos amorosos, é comum que ambos se esforcem para atender às expectativas do outro. Com o tempo e a convivência, porém, é natural que cada um volte a olhar para si. As pessoas se expressam por meio das emoções, que determinam seus comportamentos e palavras. Nesse sentido, saber administrar e lidar com as emoções é crucial para viver a dois.

Esse processo é inconsciente, e isso pode causar conflitos no relacionamento justamente porque você pode estar carregando conflitos internos da sua infância.

Como superar o fim do relacionamento

A partir do momento em que você entende tudo isso, é possível tratar esses aspectos sem transferir os problemas para seu parceiro. Nunca é tarde para se desconstruir, rever crenças, comportamentos e opiniões. Na luta contra o racismo, precisamos fazer isso todos os dias. Psicologia de relacionamentos amorosos: como enfrentar a crise. Treinamentos Sbie.

Como o aconselhamento pode ajudar a manter um relacionamento?

Inscreva-se para receber nossa newsletter. Flexibilidade e respeito As pessoas mudam todos os dias e, consequentemente, as relações também mudam.


  1. Terapia de casal para namorados.
  2. Porque dar um tempo na relação | Psicólogo em São Paulo.
  3. Psicólogo ensina o que fazer para começar um namoro!
  4. Por que dar um tempo na relação?!
  5. 2. Métodos.
  6. Relacionamento: o que fazer para dar certo?!
  7. Seu tipo de trabalho pode prever se você vai se divorciar ou não, sabia?.

Administre as emoções As pessoas se expressam por meio das emoções, que determinam seus comportamentos e palavras. Equipe Sbie 20 de junho, O início de relacionamento com uma pessoa comprometida pode ser uma maravilha. Aquilo que é proibido pode se tornar ainda mais emocionante, pelo menos para algumas pessoas existe uma teoria que afirma que o fruto proibido é mais gostoso. Depois de algum tempo, o preço desse tipo de relacionamento geralmente é muito alto. Sentem que nesses casos têm mais o que oferecer.

Iniciar um relacionamento com quem tem objetivos diferentes dos seus é brincar com fogo. Começar a se relacionar contando que a outra pessoa vai mudar é muito arriscado. O relacionamento, uma vez iniciado, começa a produzir envolvimentos e apegos, mesmo quando o lado racional desaconselha.


  1. Serviços Personalizados.
  2. Os benefícios da terapia de casal e quando procurá-la!
  3. status com data de namoro tumblr.
  4. O físico também é importante.
  5. Como enfrentar as 5 piores fases de um casamento segundo a psicologia.

É uma espécie de roleta-russa. Muita gente se liga rapidamente aos parceiros amorosos sem conhecê-los bem.

É uma espécie de "compra de impulso". É um ato de fé no parceiro que, infelizmente, pode produzir decepções e frustrações. Muitas dessas pessoas também "amam o amor". O parceiro "é só um detalhe" - a partir de alguns detalhes que gostaram no parceiro, idealizam o resto e se apaixonam. O outro pode passar a se comportar daquela forma apenas por medo de desagradar. Uma das melhores sensações que podemos ter em um relacionamento é sentir que somos apreciados e admirados. Sentir que nossa presença causa prazer, que o outro tem tempo para nós, que a conversa flui, que o outro perde a hora e adia compromissos por nossa causa.

Tudo isso é muito bom. Sentir que somos admirados e que a outra pessoa entende os nossos motivos, valoriza as nossas realizações, apoiam os nossos motivos, valoriza as nossas realizações, apoia os nossos planos, é muito bom.

Que pena!